BLOG QUE TEVE A SUA ATIVIDADE AO LONGO DO ANO DE 2008

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Livro:A semente que veio da África


Considerada na África "a árvore da palavra", a adansônia existe em todo o continente. Partindo da imagem dessa árvore como símbolo de união entre povos, Heloisa Pires (brasileira) juntou-se a artistas africanos para criar este livro. Com ele, as crianças brasileiras vão conhecer algumas histórias e jogos inventados com as sementes de adansônia, estreitando ainda mais o abraço entre nossos continentes.O livro conta a história de uma árvore que existe no continente africano.Como todo o início, esta árvore veio de uma pequena sementinha e se tornou um gigante que alem de tudo isto vive muito(de 100 a 6 mil anos).Conta a história, que duas sementes bem pequenas seguiram caminhos diferentes.Uma delas nasceu em um lugar que a chamaram de baobá e a outra em uma região que a chamaram de embondeiro.Diz a lenda que na região da Costa do Marfim, o baobá foi a primeira criação de Deus e vivia cobrando do seu criador a perfeição.De tanto irritar o criador ele a virou da cabeça para baixo.Da outra semente chamada de embondeiro, ficaram sabendo que foi parar em Moçambique, outro país da África.Esta árvore de baobá ou embondeiro foi batizada pelos cientistas de Adansonia , pois quem a viu pela primeira vez foi Michel Andanson em 1750.Seja qual for o seu nome, baobá, embondeiro ou adansonia, ela é sempre considerada a árvore mais generosa de todas porque nela tudo se aproveita.Suas sementes podem ser comidas cruas, do seu fruto sua polpa contém muita vitaminas e se faz varios remédios.Da sua cabeça podem ser feitos utensílios e em seus troncos tem uma grande quantidade de água que serve para matar a sede da população.Percebe-se que ela é uma árvore muito especial, importante e respeitada por seu povo e por todos que a conhecem.

Um comentário:

Zona Escolar disse...

Tales G. Fisch
Turma: 151
Professor Donarte
“A semente que veio da África” é um livro contado por Heloisa Pires(brasileira) , e Georges Gneka, Mario Lemos, Véronique Tadjo(africanos).Este livro conta sobre uma árvore que tem tantas histórias,uma enorme importância cultural, vários nomes e apelidos.
Muito interessante seu jeito de tratar com as palavras, admito que não entendi quase nada até um certo ponto que comecei a “ver” que absolutamente tudo era sobre a mesma coisa e adorei isto pois vi, então que esta árvore cujo qual os nomes me confundiram tinha um significado histórico.
Os autores deste livro mostram as historias,lendas e pensamentos que esta árvore trouxe.Também falou sobre ela e sua grande ocupação na África e seu imenso tamanho e largura, além de falar sobre sua enorme fruta que com sua semente criou uma brincadeira chamada “mathacozona”.
Voltando um pouco antes vou falar sobre o que mais gostei e o que mais me chamou atenção neste livro, as lendas, como por exemplo o da “árvore de cabeça pra baixo” que foi comentado no segundo capitulo;que para mim foi tão interessante que chegou ater um sentido um tanto inesperado mas “legal”.
Bem por final em minha conclusão este livro mostra tudo que esta árvore foi para muitas pessoas e a diferença que essa árvore fez para todos.